Então,o que me fez sair de cima do muro? Você,para começo de conversa. Porque se nós éramos felizes,você não, não exatamente, e eu devia saber disso. Havia um vazio na sua vida que eu não podia preencher. Você fazia o próprio horário,a própria paisagem. Lembro-me de uma vez você tentando se expressar,hesitantemente, o que não fazia o seu gênero; tanto no tocante a sentimento quanto a linguagem. Você nunca se sentiu muito confortável com a retórica da emoção, o que é bem diferente de sentir desconforto com a emoção em si. Você temia que demaisiado escrutínio pudesse ferir os sentimentos, mais ou menos como o manuseio,bem intencionado mas brutal, de uma salamandra por mãos desajeitadas e grandalhonas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: