“Para quê”

al

Somos partes de um rebanho, manipulados por fios invisíveis, meramente passando por aqui.  Um bando de gente que vai e volta e vai e volta cada dia de sua existência sem saber exatamente onde quer chegar.
Rodeados de seres tão ímpares na essência  e por outro lado tão iguais nos métodos, necessidades e buscas. Por um segundo, senti meu coração comprimido. Também já havia chegado a me questionar daquela mesma forma. Há sempre um momento na vida dos racionais que brota aquele infeliz  “para quê?” ou um sufocante “será que tudo isso vale a pena?” , “o que eu estou fazendo?”. Momentos mágicos de fugaz iluminação que por vezes nos dão vontade de sermos mais burros, mais felizes, portadores de cabrestos adornados que mantenham nossas vidas e pensamentos em sintonia com a banalidade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: