Oi.

Escutem. Estão ouvindo? Provavelmente não.
Estamos escrevendo em todos os momentos da vida. Mesmo nos sonhos a gente está escrevendo. Quando a gente caminha pelos corredores da escola encontra diversas pessoas no caminho e escreve ferozmente dentro da cabeça. Aí está o diretor. È preciso tomar uma decisão sobre o cumprimento. Vou acenar com a cabeça? Vou sorrir? Vou dizer, Bom dia senhor?, Ou vou simplesmente dizer, Oi? A gente vê uma pessoa de quem não gosta. De novo uma escrita feroz dentro da cabeça. È preciso tomar uma decisão. Virar a cara para o lado? Olhar fixo para frente enquanto a pessoa passa? Cumprimentar com a cabeça? Murmurar um oi? A gente vê uma pessoa de quem gosta e diz, Oi, de um jeito afetuoso e derretido, um oi que evoca a batida de remos na água, o sobrevôo de violinos, o brilho dos olhos no luar. Há tantas maneiras de dizer oi. Murmurar, gorjear, latir, cantar, bramir, rir, tossir. Uma simples caminhadinha pelo corredor dá material para muitos parágrafos, muitas frases dentro da nossa cabeça, decisões aos montes.

2 Respostas so far »

  1. 1

    Michael said,

    So you have used an image “Writing on the Wall” from my Flickr stream for your post – thanks for taking an interest in my work. Please could you link the above image above back to its source, by way of acknowledgement: http://www.flickr.com/photos/michaeldudding/193723920

    Regards,
    Michael-D


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: