Cacos

Não se busca um amor. O que se busca é um sonho de amor. Sonho criado e reinante exclusivamente na mente de cada um. No mundo exterior, não existe amor. O que há são reflexos do sonho de amor que guardamos no peito, esse segredo trancado, indizível, indubitável, infinitamente sonhado em retroalimentações sentimentais, caminho tracejado rumo à felicidade, liga-pontos de plenitude. O que colhemos no caminho são reflexos do que brilha dentro de nós. Porque o amor não brilha fora, brilha dentro. O que existe fora é reflexo — reflexo que existe apenas sob o nosso olhar. Mas alguns cintilam tanto que parecem o próprio amor.

Fonte: Volumetria

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: