Posts tagged amarelo

Ressentimento

as

Aquela pessoa em particular veio andando de braços dados com uma menina num jaquetão azul. Ele fingiu não me ver mas eu olhei tão fixo que teve de me cumprimentar com um ligeiro aceno de cabeça. Seguiu em frente e eu me perguntei se ela requebrou os quadris de propósito só para me atormentar.
Pode requebrar. Não me importo.
Mas me importei. Fiquei arrasada, me senti jogada no lixo.

Mas depois comecei andar com aquele sorrisinho zombeteiro na cara. Não quero dar esse sorriso mas os velhos hábitos são difíceis de morrer. È o ressentimento. Não é nem mesmo raiva. Só ressentimento. Balanço a cabeça para as coisas que dizem respeito a essa gente, os assuntos da classe média, está muito quente, está muito frio, não é esta pasta de dente que eu gosto.

Anúncios

Comments (2) »

Recordação

9581

– Vamos criar uma tonelada de recordações juntos!
– Eu realmente não gosto da palavra “recordação”.
– Porque não?
– Nenhuma razão. Em minha classe na escola primária, eu li uma história.
– Que história?
– Uma história chamada “De Que Cor Era o Vestido Daquela Menina”? Já ouviu falar disso?
– Não…
– Duas meninas, chamadas A e B estão recordando uma velha história juntas. Elas entram na conversa sobre um quadro pendurado na parede de um dos corredores das escadarias na escola primária delas. Um quadro de uma menina colhendo flores com um pôr-do-sol vermelho ao fundo. Menina A diz: “Oh! Que nostálgico. Você está falando sobre o quadro da menina com um lindo vestido amarelo, certo?”. Mas a menina B diz, “Não, o vestido que ela estava usando era vermelho, igualzinho ao pôr-do-sol!”. “Não, era vermelho!”. “Não, definitivamente era amarelo.”. “Certo, então por que nós não vamos ver pessoalmente?”. As duas, cheias de excitação, chegaram ao velho prédio da escola. “De que cor era o vestido daquela menina?”.
– De que cor era?
– Ele… Não tinha uma cor. Era apenas um quadro preto e branco. O vestido que a silhueta escura vestia foi desenhado completamente preto. Ainda nas recordações delas, ambas as meninas brigando tinham certeza que o vestido no quadro tinha uma cor. Viu? Recordações humanas são muito vagas. Pensando que tinha cor quando não tinha, tornando as coisas mais dramáticas do que elas realmente são, glorificando as coisas… Dando um significado novo, maior do que realmente há. È por isso que eu não acredito nessa conversa de “recordações bonitas”.
– Em que você acredita, então?
– Você.

Comments (8) »