Posts tagged clipe

The Fray – Over my head

Eu nunca soube
Eu nunca soube que tudo estava desmoronando
Que todos que eu conheci estavam esperando uma deixa
Para dar as costas e correr quando tudo que eu precisava era a verdade
Mas é assim que tem que ser

Está se resumindo a nada além de apatia
Eu preferiria correr pro outro lado do que ficar pra ver

A fumaça de quem ainda está em pé quando tudo está limpo
E

Todo mundo sabe que estou
no meu limite
no meu limite
Com oito segundos para o fim da prorrogação
Ela está na sua mente
Ela está na sua mente

Vamos reorganizar
Eu queria que você fosse um estranho em quem eu pudesse me desprender
Apenas diga que concordamos e então nunca mudamos
Suavizados um pouco até nós todos apenas no darmos bem
Mas isso é descaso
Arranje um novo amigo e você descarta

Enquanto você perde o argumento num teleférico
Pendurados no alto enquanto o precipício passa entre nós
E

Todo mundo sabe que estou
no meu limite
no meu limite
Com oito segundos para o fim da prorrogação
Ela está na sua mente
Ela está na sua mente

Todo mundo sabe que estou
no meu limite
no meu limite
Com oito segundos para o fim da prorrogação
Ela está na sua mente
Ela está na sua…

E de repente eu me torno parte do seu passado
Eu estou me tornando a parte que não dura
Eu estou perdendo você sem sacrifício algum

Sem um som, nós perdemos a vista do solo
Nunca pensei que você quisesse terminar
Não vou deixá-lo cair até que a torture nos mesmos

Todo mundo sabe que estou
no meu limite
no meu limite
Com oito segundos para o fim da prorrogação
Ela está na sua mente
Ela está na sua mente

Todo mundo sabe que estou
Ela está na sua mente
Todo mundo sabe que estou
No meu limite
No meu limite
No meu limite

Todo mundo sabe que estou
no meu limite
no meu limite
Com oito segundos para o fim da prorrogação
Ela está na sua mente
Ela está na sua mente

Leave a comment »

Redundant – Green Day.

Estamos vivendo numa repetição
Satisfeitos com a mesma velha piada outra vez
Agora a rotina está se tornando uma disputa

Como uma linha de produção
Repetindo-se seguidamente
Montanha russa

Agora não consigo falar
Perdi minha voz
Estou mudo e redundante
Porque “eu te amo” não é o bastante
Estou sem palavras

Coreografados e sem paixão
Protótipos do que fomos
Fiquei preso num círculo vicioso até sentir náusea
Dado como certo
Agora eu perco
Simulei, comi
Agora odeio

Porque não consigo falar
Perdi minha voz
Estou mudo e redundante
Porque “eu te amo” não é o bastante
Estou sem palavras

Agora não consigo falar
Perdi minha voz
Estou mudo e redundante
Porque “eu te amo” não é o bastante
Estou sem palavras

Agora não consigo falar
Perdi minha voz
Estou mudo e redundante
Porque “eu te amo” não é o bastante
Estou sem palavras

Leave a comment »